sexta-feira, 25 de novembro de 2016

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

TODOS OS SANTOS E COMEMORAÇÃO DE TODOS OS FIÉIS DEFUNTOS !



Nota Histórica
«Os Santos, tendo atingido pela multiforme graça de Deus a perfeição e alcançado a salvação eterna, cantam hoje a Deus no Céu, o louvor perfeito e intercedem por nós. 
A Igreja proclama o mistério pascal, realizado na paixão e glorificação deles com Cristo, propõe aos fiéis os seus exemplos, que conduzem os homens ao Pai por Cristo; e implora, pelos seus méritos, as bênçãos de Deus. 
Segundo a sua tradição, a Igreja venera os Santos e as suas relíquias autênticas, bem como as suas imagens. É que as festas dos Santos proclamam as grandes obras de Cristo nos Seus servos e oferecem aos fiéis os bons exemplos a imitar» (Constituição Litúrgica, n.º 104 e 111).


Nota Histórica

Depois de ter cantado a glória e a felicidade dos Santos que «gozam em Deus a serenidade da vida imortal», a Liturgia, desde o início do século XI, consagra este dia à memória dos fiéis defuntos. 
É uma continuação lógica da festa de Todos os Santos. Se nos limitássemos a lembrar os nossos irmãos Santos, a Comunhão de todos os crentes em Cristo não seria perfeita. Quer os fiéis que vivem na glória, quer os que vivem na purificação, preparando-se para a visão de Deus, são todos membros de Cristo pelo Baptismo. Continuam todos unidos a nós. A Igreja peregrina não podia, por isso, ao celebrar a Igreja da glória, esquecer a Igreja que se purifica no Purgatório. 
É certo que a Igreja, todos os dias, na Missa, ao tornar sacramentalmente presente o Mistério Pascal, lembra «aqueles que nos precederam com o sinal da fé e dormem agora o sono da paz» (Prece Eucarística 1). Mas, neste dia, essa recordação é mais profunda e viva. 
O Dia de Fiéis Defuntos não é dia de luto e tristeza. É dia de mais íntima comunhão com aqueles que «não perdemos, porque simplesmente os mandámos à frente» (S. Cipriano). É dia de esperança, porque sabemos que os nossos irmãos ressurgirão em Cristo para uma vida nova. É, sobretudo, dia de oração, que se revestirá da maior eficácia, se a unirmos ao Sacrifício de reconciliação, a Missa. 
No Sacrifício da Missa, com efeito, o Sangue de Cristo lavará as culpas e alcançará a misericórdia de Deus para os nossos irmãos que adormeceram na paz com Ele, de modo que, acabada a Sua purificação, sejam admitidos no Seu Reino.

Fonte: SNL

sábado, 1 de outubro de 2016

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

PROCISSÃO EM HONRA DO MÁRTIR S.LOURENÇO, EM ERMESINDE !

O MMF de Ermesinde, esteve presente com o seu estandarte na procissão em honra do mártir S. Lourenço !







segunda-feira, 18 de julho de 2016

39ª PEREGRINAÇÃO NACIONAL DO MOVIMENTO DA MENSAGEM DE FÁTIMA, 16 e 17 de Julho de 2016 !

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA

(Missa do Altar do Recinto, 17 de Julho de 2016)
Maria,
Consagramo-nos a Ti.
A Ti entregamos a viagem que fizemos,
os caminhos que somos.
A Ti agradecemos a chegada e a partida,
o inverno e a primavera da vida;
a força, a fraqueza, a esperança
em Movimento que dissemos ser.

Senhora,
Acolhe as nossas ousadias e nossos medos. 
Consola as nossas dores, esbate nos caminhos a forma frágil, o vazio que nos pesa. 
Sê-nos propícia e atende as preces de quem, neste lugar, percebe o Deus Altíssimo, o Filho Unigénito, o Espírito Santo.

A Ti, Mãe,
Consagramos os dias e as noites no tempo incerto, 
que é o nosso,
também teu por herança da Humanidade.
Muda o nosso coração e aceita-nos em Ti, Senhora dos Caminhos e da Consolação bendita.
Amen

39ª PEREGRINAÇÃO NACIONAL DO MOVIMENTO DA MENSAGEM DE FÁTIMA, 16 e 17 de Julho de 2016 !


Cumpriu-se Fátima.
Cumpriu-se a Mensagem do Apelo da Virgem Maria,a todo o Mundo.
É esse apelo que faz de nós peregrinos, e nos leva até Ela de ânimo alegre,ao Centro do Santuário de Fátima-Altar do Mundo.
Os mensageiros da paróquia de S. Lourenço de Ermesinde, cedo convergiram devotos e confiantes, para a caminhada, irmanados nesse espírito fraterno que a todos envolve.
Pelas 15h já o Centro Pastoral Paulo Vl acolhia os mensageiros de todos os núcleos das Dioceses Nacionais.
Uma vasta assembleia se prepara para celebrar o encontro.
Cabe essa missão à diocese de Viana do Castelo. Atentamente vai-se assistindo a uma representação teatral/musical juvenil, recriando as três aparições do Anjo aos Pastorinhos.
Bem conseguida e fiel aos textos originais aprovados, arrancou fortes aplausos da assembleia.
Na alocução final o Presidente do M.M.Fátima,lançou propostas desafiadoras para a celebração do jubileu do Centenário das Aparições. Antecipou até que já se perspectivam para o futuro Centenário.
Ser mensageiro é confiar na alegria da missão, na fidelidade-referiu ainda.
Frutificar para colher-o ultimo mote.
Foi cantando, que em procissão com os estandartes, se seguiu em procissão para a Capelinha das Aparições para a evocação a Maria.
O programa do Santuário e da Mensagem cumpriu-se, vivendo cada celebração num clima espiritual.
Fátima anima, fortalece, reveste a todos de propósitos que teremos que cumprir para sermos felizes em Deus Nosso Senhor por Maria.
É esse o espírito com que todos regressamos.
À chegada, sentimos um grato dever de abraçar fortemente quem se propôs a organizar todo o programa. Recebem esse gesto como gratidão Lita, Ana Rosa, Aurorinha e o mentor espiritual Carlos Santos com o seu dom da Palavra ao serviço de Deus. 
Bem hajam!

Olinda Morais (Vogal da Oração)

sábado, 26 de março de 2016

sábado, 19 de março de 2016